quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Nossa Vocação e Esperança está no alto!

A vida é um lindo mosaico, onde a cada dia recebe cores e formas diferentes! E porque não dizer que é também como aquele belo tecido, onde cada momento é regido pelas tramas dos acontecimentos. Todo dia acordamos e levantamos no embalo de que sempre estamos aprendendo, de que há sempre uma nova lição sendo gestada. Comecei nossa partilha lhes falando de vida e seu aprendizado, porque, hoje um fragmento bíblico buscou romper toda minha surdez de aprendiz ao me recordar a curiosa beleza escondida no universo das águias.

De tão simples que são o seu ofício e vocação nos sugerem muitos ensinamentos dentro do contexto do Cristianismo. Diz o Profeta, que “os que esperam no Senhor renovam suas forças, e Ele lhes dá asas de águia, para caminharem sem se cansar e irem para frente sem se fatigar” (Is 40, 31).  A águia é uma ave surpreendente e fascinante. Segundo os especialistas  no auge de sua vida, já perto da velhice e com muitas dificuldades para alçar vôo,  a águia diante dessa situação tem apenas duas opções: morrer ou enfrentar o processo doloroso da renovação. Assim, ela prefere voar para o alto de uma montanha, porque aprendeu que ali encontrará forças para o início da sua renovação. Ela compreende que é tão somente no alto que está escondida a razão do seu ofício e a salvação de sua vida! E mesmo cansada ou envelhecida, porque olha para o alto, ela encontra forças para alcançar o desejado vôo. O segredo então é olhar e buscar o alto!

Muitas vezes nos sentimos cansados, desanimados, descontentes com nossa vida, nosso emprego, nossa família, amigos e amores... Por vezes o mosaico da nossa história parece perder as formas e cores impressas pelo Criador no seu desejo de sermos felizes. Não faltam exemplos para traduzir estes momentos:  uma provação, uma tentação, um sofrimento, um conflito interior, uma adversidade, sempre querendo nos subtrair a certeza de que o Senhor nos quer como águias voando e buscando o alto onde reside a nossa esperança. Tudo é tão doloroso e próprio da condição humana que por vezes, até os que são de Missão, que responderam uma Vocação, um Chamado, parecem perder por um momento a “força e a vontade de voar”.  Bem como o desejo de contemplar a missão com as cores da Fidelidade e a Vocação com os sabores da Perseverança! E aqui o interessante é que diante dessa situação, tal como as águias todos nós temos duas opções: desistimos e nos conformamos ou enfrentamos o tão doloroso, mas, necessário processo de buscar no alto a renovação das nossas asas!

Tenho aprendido na minha pouca idade que só a esperança em Deus é a bússola a orientar a nossa história. Fora dela não sabemos muito aonde e como ir. Aliás, é ela que nos faz desejar as coisas do alto. E bem tinha razão todos os que nos legaram a certeza de que nossa Vocação é o alto. É voar como águia e não ciscar como galinha as coisas da terra. Somos chamados a buscar as coisas do alto e não jogar nossas âncoras e esperanças no transitório deste mundo. Penso que a reflexão não se esgota aqui, mas por ora São Paulo, pode certamente nos fazer entender que “Se ressuscitamos com Cristo, busquemos as coisas do alto, onde Cristo está entronizado à direita de Deus” (Cl 3,1). Deus os abençoe!!

Grato, Jerônimo Lauricio

Um comentário:

Grupo de jovens disse...

Lindas palavras.Q Deus continue agindo no seu viver q Ele possa te abençoar e te levar cada vez mais mais pra esse caminhoo da Verdade!!!